STAB VIDA registration 30€ welcome bonus

Projetos

 

NAD

"Medical Research and Nanotechnologies Allied to Combat Alzheimer’s Disease"
FP7 - NMP - Collaborative Project
Grant Agreement nº 212043
 
O projeto NAD tem como objetivo desenvolver um diagnóstico e terapia de Alzheimer a partir de nanopartículas. A investigação está financiada pelo 7º Programa Marco da UE e inclui 19 centros de investigação europeus.
Grant agreement nr: CP-IP 212043-2 NAD. Prof. Masserini da Universidade de Milano-Bicocca é o coordenador científico do projeto.

Estatísticas recentes indicam que 24,3 milhões de pessoas em todo o mundo são afectadas por demência em 4,6 milhões de novos casos por ano (um caso novo por cada 7 segundos). Na Europa existem 5 milhões de casos de demência, 3 milhões dos quais estão classificados como Alzheimer. Dado o continuo aumento da esperança média de vida, espera-se que estas cifras aumentem dramaticamente. Em 2040 espera-se que os casos se dupliquem na Europa Occidental e que se tripliquem na Europa de Este. Apesar dos grandes avanços no campo científico, que tornou possível a interpretação das bases moleculares da doença, têm surgido poucos avanços no diagnóstico e terapia.

O objetivo do estudo, desenvolvido no campo da nanotecnologia, é o de criar nanopartículas (NP) capazes de cruzar a barreira sangue-cérebro de forma a alcançar o cérebro, o principal foco da doença de Alzheimer. As moléculas que podem reconhecer (diagnóstico) e destruir (terapia) os depósitos de amiloide, característica principal da doença, se aderirão às nanopartículas, e serão testados em modelos animais da doença (ratos transgénicos). Si se alcançarem as expectativas da investigação, as experiências futuras poderão ser realizadas nos seres humanos. Os resultados podem ter um enorme impacto no diagnóstico precoce e tratamento da doença de alta incidência, que tem um alto custo social.

Hilysens I

"Highy sensitive and specific low-cost lab-on-chip system for lyme disease diagnosis"
FP7 - Research for the benefict of SMEs
Grant Agreement nº: 262411

O objetivo do HILYSENS é o de desenvolver uma ferramenta inovadora lab-on-chip de diagnóstico para melhorar o diagnóstico clínico, a monitorização das doenças e o tratamento da doença de Lyme, permitindo a detecção específica e sensível da resposta serológica humana contra o seu agente causal: Borrelia burgdoferi. A doença de Lyme é a infecção transmitida por carraças mais comum na Europa com cerca de 85.000 novos casos por ano e a sua incidência está a aumentar devido ao cambio climático. Os métodos de diagnóstico atuais de laboratório carecem da sensibilidade e especificidade para detectar casos precoces, assim como manifestacões tardias da doença, tais como infecções crónicas ou auto-imunes relacionadas. Por estas razões, a incidência da doença é subestimada fazendo com que muitos casos sejam mal o mesmo não diagnosticados. Tardio, atrasado, ou um tratamiento inadequado pode conduzir a sintomas graves, como neuroborreliosis ou artritis, que podem ser descapacitantes e difíceis de tratar.

Hilysens II

" Demonstration Activities for the clinical validation of the prototype HILYSENS Lab-on-a-Chip "
FP7 - Collaborative project
Grand Agreement nº: 606348


O projeto HILYSENS II baseia-se em 2 anos de projeto de investigação e desenvolimento HILYSENS (iniciado em novembro de 2010), financiado pela Research for the Benefit of SMEs do 7º Programa Marco da UE (7PM). HILYSENS II propõe atividades de demonstração para o protótipo HILYSENS Lab-on-a-Chip desenvolvido com êxito durante o projeto de investigação e desenvolvimento, que foi desenhado como um sistema de diagnóstico específico e sensível para a doença de Lyme aguda, crónica e autoimunidade associada. O protótipo desenvolvido comprende um bio-chip, que permite a detecção específica e sensível das respostas serológicas humanas para espécies de Borrelia em pacientes com a doença de Lyme, e um leitor portátil com software de uso fácil, que em conjunto permitem o teste preciso, exato e reproduzível das amostras de soro. A doença de Lyme é a infecção transmitida por carraças mais comum na Europa, com cerca de 85.000 novos casos por ano. Métodos actuais de diagnóstico para espécies de Borrelia carecem da sensibilidade e especificidade para detetar casos precoces, assim como de manifestações tardias da doença, tais como infecções crónicas ou auto-imunes relacionadas. Como consequência, muitos casos são mal diagnosticados ou não diagnosticados. Tardio, atrasado ou um tratamiento inadequado pode conduzir a problemas graves como neuroborreliosis ou artritis, que podem ser descapacitantes e difíceis de tratar.
 
A atividade de demonstração HILYSENS II, que involucrará PMEs de Portugal, Itália e Espanha, incluirá a verificação do Bio-Chip e componentes de leitura, seguido de escalada de produção de todo o sistema. Isto será seguido pela validação clínica em centros de testes associados à Borrelia em Alemanha e Suécia, e testes de confirmação em Portugal. No final dos 24 meses de atividade de demonstração, espera-se submeter o sistema de diagnóstico HILYSENS à aprovação das autoridades reguladoras na Europa e EE.UU, e entrar nestes mercados pouco depois.

LungCard

"Point-of-care blood device for fast and reliable prediction of drug response in non-small-cell lung carcinoma patients from blood samples"
FP7 - Research for the Benefict of SMEs
Grant Agreement nº: 315586

O standard de cuidado no tratamento de pacientes con NSCLC é o de utilizar um agente quimioterapéutico baseado em platina, especialmente com a doença avançada (estados III e especialmente IV). Os regimes de quimioterapia geralmente incluem dois fármacos: geralmente este regime de combinação inclui um fármaco de platina, como cisplatino, junto com um fármaco mais antigo (etopósido) ou mais atual fármaco quimioterapéutico (docetaxel, gemcitabina, pemetrexed ou vinorelbina). Para além dos efeitos secundários desagradáveis da quimioterapia, a maioria dos tumores de cancro de pulmão de células não pequenas, não são sensíveis a este tratamento. A terapia dirigida poderia utilizar-se para melhorar a eficácia do tratamento nos pacientes, já que se comprovou que os biomarcadores relevantes permitem a estratificação dos pacientes. Estudos recentes da fase III randomizada (IPASS, INTERESES, V-15- 32, ISEL) e a literatura externa demonstraram que os pacientes com tumores de mutações EGFR demonstram uma melhor respuesta a EGFR-TKI (inibidores da quinase do receptor da tirosina do fator de crescimento epidérmico) do que agentes quimioterapéuticos de base de platina. Nas células cancerígenas, as mutações somáticas nos exões 18-21 no domínio tirosina quinase do gene EGFR devem ser analizadas para apoiar a decisão de tratamento para um paciente com NSCLC. A medicina personalizada é agora uma realidade para os pacientes com CPNM e a melhoria da sobrevivência global é claramente evidente.

Extrabrain

"Extracellular brain proteolysis in neuronal plasticity and neuropsychiatric disorders"
FP7 - People - Initial Training Network
Grant Agreement nº: 606950

A matriz extracelular (ECM) surgiu recentemente como um quarto elemento "sináptico", para além da pré-sinapse, pós-sinapse e glia (que troca rapidamente sinais moleculares com os outros três). As ECM/CAMs tambem abarcam a fenda sináptica, proporcionando un efeito transinático de adesão, e o impedimento estérico molecular imposto pela ECM/CAM parece regular a dinâmica sináptica. Para além disso, estudos recentes demostram que a actividade proteolítica pode libertar, desde a ECM/CAMs, ligando(s) críptico(s) que activam receptores de superfície celular iniciando uma cascada de sinalização intracelular. Dessa forma, a ECM e suas modificações enzimáticas converteram-se numa área de investigação de grande interesse atual. Em acréscimo, a sua localização extracelular faz com que o desenvolvimento de inibidores enzimáticos seja mais factível, com um melhor acesso a novos fármacos. Em resumo, espera-se que a melhor compreensão do campo emergente da ECM e sua proteólise, nas principais doenças do cérebro, possa cambiar o seu diagnóstico e tratamento.

A ITN EXTRABRAIN reune um grupo de parceiros académicos e industriais bem establecidos que compartem o interesse na ECM e sua proteólise.

PANA

“Promoting Active Ageing: Functional Nanostructures for Alzheimer’s disease at ultra-early stages
European Union’s Horizon 2020 - Research and Innovation Programme
Grant Agreement nº: 686009

STAB VIDA orgulha-se de fazer parte do mais recente projeto H2020 aceite: PANA project – “Promoting Active Ageing: Functional Nanostructures for Alzheimer’s disease at ultra-early stages”. Um projeto conduzido pelo consórcio de 11 parceiros de diferentes países por toda a Europa e coordenado pelo “Servizo Galego de Saude (SERGAS).

 

genome ngs 01